Amigos,

Alguns acontecimentos recentes em nossa rua (emergência médica, assaltos, arrombamento de automóveis) nos alertam para a necessidade de nos unirmos, para enfrentar os problemas, já que as autoridades se mostram incapazes de fazê-lo.

Precisamos nos organizar em uma associação que terá como principal objetivo a segurança dos moradores e eventual suporte  em caso de emergências.

Não haverá custo algum, registraremos a Associação, o que nos dará força quando formos exigir das autoridades alguma providência. Mandaremos representantes à reunião do CONSEG – Conselho de Segurança da Comunidade que se reúne mensalmente próximo ao distrito policial e que tem como objetivo servir de contato com a comunidade.

A contribuição dos associados seria o esquema de vigilância baseado em uma árvore telefônica, onde cada vizinho teria a obrigação de avisar a outro de sua lista sobre qualquer problema detectado. O vizinho por sua vez avisaria outro e assim por diante, até que todos estivessem alertas para eventuais problemas. 

Liguem para:

José Antonio – 373X-66X2  ou  Gilberto – 3XX-0879 

E vamos nos mobilizar

Podemos coordenar a árvore telefônica e eventuais contatos com autoridades, exercer pressão junto ao Distrito Policial e fiscalizar os vigilantes. 

Quem tiver interesse em aderir à nossa iniciativa pode nos telefonar a qualquer hora, para manifestar seu interesse. Oportunamente marcaremos uma reunião com o objetivo de discutir a formação desta associação. 

Experiências iguais a esta em países desenvolvidos (EUA e Inglaterra) sob o nome de Neighborhood Watch tiveram grande sucesso e conseguiram tornar mais seguras as vizinhanças em cidades pequenas, médias e grandes. 

Precisaríamos definir um perímetro de ação e convidar os moradores dentro deste perímetro a se juntarem a nós e criar uma rede de vigilância eficiente.  

Não podemos nos esquecer que:

 

O PREÇO DA LIBERDADE É A ETERNA VIGILÂNCIA